Qual a diferença entre ter uma IDEIA INOVADORA e EMPREENDER???

empreender

Ter uma ideia, testar a viabilidade técnica, conceber um protótipo e então produzi-lo em massa é um caminho que requer habilidades que nos foram ensinadas e que muitas vezes nós pesquisadores trazemos quase que no sangue; isto é, o que nos move é o que a cada manhã nos inspira a fazer sempre melhor.

Mas todo este esforço e paixão não produzirão resultados e não seremos completamente satisfeitos com a invenção se ela ficar em uma prateleira ou, o que é pior, ficar guardada dentro de nossos laboratórios.

É difícil, para uma engenheira pesquisadora, reconhecer o valor de um plano de comercialização. Mas este é o longo e difícil caminho entre uma ideia de engenharia e um negócio viável. Atravessar este caminho talvez é o que chamamos de empreendedorismo. Isto não nos foi ensinado, tão pouco está no nosso sangue, esta habilidade devemos perseguir, dia após dia, até que faça parte de nosso DNA.

“Escrever um plano de negócios é muito fácil, eu sei a razão de existir do meu produto, eu tenho convivido com este produto há anos. Não é simples para qualquer um entender que uma ferramenta computacional de cálculo de eficiência energética em sistemas de refrigeração é algo indispensável nos dias de hoje? Não é obvio?”

Não! Esta é a etapa mais dolorida! Não, não é obvio! Preparar um plano de negócio não é obvio. Nós pesquisadores precisamos entender que o mercado não conviveu dia após dia com o nosso produto, desde sua concepção como uma ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *